Soja chega aos seis milhões de hectares no Rio Grande do Sul

Está praticamente encerrada a semeadura da soja no Rio Grande do Sul, chegando a 97% do total da área estimada para esta safra, que é de 5.890.619 hectares. A informação é da Emater.
Na região tradicional da soja, o Planalto, as lavouras já foram totalmente implantadas, mas no Sul do Estado, onde estão as áreas de expansão, o plantio está paralisado em razão da falta de umidade no solo, com 85% da área estimada inicialmente.
Nesta região há um incremento de área de 7,29% em relação à safra passada. e a cultura apresenta boa germinação, emergência e estande de plantas.
No Norte do Estado, as áreas replantadas com soja apresentam germinação desuniforme devido à baixa umidade do solo.
A falta de umidade é a grande preocupação dos produtores, aliada à alta insolação e ao vento seco, que dificultam a germinação dessas lavouras recém-plantadas e a finalização do plantio de soja desta safra.
A expansão da soja, inclusive em áreas menos propícias, é estimulada pelo mercado internacional e se dá às custas de lavouras tradicionais, como o milho cuja área plantada deve alcançar pouco mais de 700 mil hectares, com possível queda na produtividade por conta da seca.
O trigo, cuja safra já foi concluída, alcançou menos de 700 mil hectares, com redução de 3% na área plantada embora com aumento na produção, por conta do aumento do rendimento que chegou a 2,1 toneladas por hectare.

Deixe uma resposta