Ação policial nas rodovias

Sem raridade, bandidos foragidos percorrem o estado como se fantasmas fossem.
A PRF (Polícia Rodoviária Federal), responsável pela interceptação de bandidos que assaltaram, pelo menos, quatro agências bancárias do interior do RS, este ano, sendo que num dos ataques aterrorizaram a cidade de Farroupilha, embora não tenham disparado nenhum tiro, deve receber do governo e dos setores de inteligência das organizações policiais deve receber uma atenção não simplesmente especial, mas especializada. A atenção es-pecial pode ser passageira, mas a especializada abre um leque que se projeta de forma ampla e permanente. A ação da PRF não deve ser apenas feste-jada e, sim ampliada, inclusive com as mesmas estratégias sendo levadas para a Polícia Rodoviária Estadual.
Não é com raridade que bandidos conhecidos de todos serviços de inteligência, quando foragidos, percorrem as rodovias como fantasmas. Não são vistos por nenhum aparato policial e voltam a cometer delitos, pois há deficiência de efetivo e de um sistema de comunicação de ponta na estrutura das policias rodoviárias, só para falar no mínimo indispensável.
Caixa
Na noite de segunda-feira, três homens foram presos após arrombar um caixa eletrônico no banco Itaú, no bairro Igara, em Canoas. Os criminosos, que usaram um maçarico, já haviam tirado mais de R$ 32 mil do equipamento. O dinheiro foi recuperado.
Tiroteio
Uma pessoa ficou ferida em tiroteio, na manhã de ontem, na Vila Bom Jesus, na capital. A Brigada Militar foi acionada e realizou buscas, mas não localizou os envolvidos. O confronto ocorreu na rua 10, próximo à avenida Ipiranga. Jeferson Rodrigo da Silva Lopes, de 26 anos, recebeu atendimento no hospital Cristo Redentor. Ele tem ampla ficha de antecedentes criminais.
Presidiários
Amanhã, os detentos do Presídio Central passarão todo o dia em jejum para doar os alimento às vítimas da tragédia de Santa Catarina. A decisão partiu dos próprios presos. Representantes dos apenados fizeram reunião com a diretoria da casa para comunicar a iniciativa. Mais de 1.500 kg de alimentos, como arroz, feijão, farinhas de mandioca e de milho, serão re-vertidos para doação aos flagelados.
Verão
Foi iniciada nesta segunda-feira a operação Estrela no Verão 2008/2009 da Polícia Civil gaúcha. A ação visa a garantir a segurança de veranistas e turistas que chegam ao estado do exterior e de outros pontos do país.s Ao todo, são 1.804 servidores e 111 delegados que atuarão em 44 municípios.
Crime e castigo
Ontem, uma tentativa de roubo de veículo acabou com um morto e um preso na avenida Jordão, bairro Bom Jesus, em Porto Alegre. Segundo a Brigada Militar, a vítima reagiu e disparou contra os dois assaltantes. Um adolescente conseguiu fugir mais foi preso na Protásio Alves. O outro bandido morreu morreu no local.
Traficantes
Agentes da 12ª DP prenderam em flagrante um casal por tráfico de drogas na Vila Nazareth, bairro Sarandi, em Porto Alegre. No interior da residência da dupla – o homem, de 36 anos, e a mulher, de 33 – os policiais encontraram 495 gramas de maconha, munição, 38 pedras de crack, dois aparelhos de CD automotivo e três celulares. Também por tráfico de entorpecente, agentes do Denarc prenderam na avenida Guaíba, Vila Assunção, uma mulher de 50 anos que tinha em seu poder dois tijolos de maconha e oito buchas de cocaína.
Carga
Bandidos interceptaram uma carga de cigarros na BR-116, em Dois Irmãos. Em dois veículos, cerca de oito criminosos levaram o caminhão, carregado com 23 mil cigarros, e 170 cartões de celular. O veiculo com os ocupantes foi abandonado momentos mais tarde. Não houve feridos.
Homicídio
Uma mulher foi morta a golpes de machado em Mostardas, litoral norte do Estado. A aposentada Vera Lúcia Ferreira da Costa, 54 anos, foi encon-trada em casa sobre a cama. Ao lado do corpo estava um machado sujo de sangue.
Formatura
Dos 35 novos delegados de polícia, cuja formatura ocorre hoje com a presença da governadora Yeda Crusius, 17 são mulheres. A cerimônia será realizada no Salão de Atos da Ufrgs. Além desta turma de delegado, em 2008 a Acadepol (Academia da Polícia Civil) formou cerca de 500 policiais entre escrivães e inspetores.
Meia queixa
O polêmico delegado Luiz Fernando Tubinho, na condição de policial afastado das funções por estar respondendo a dois diferentes processos, não pode ter queixa total do chefe de Polícia, Pedro Rodrigues, nem da governadora Yeda Crusius, contra quem depôs na CPI do Detran. Ocorre que Tubino não teve recolhida nem a sua arma nem a carteira de delegado, em-bora isso seja um procedimento obrigatório quando ocorre o afastamento.

Deixe uma resposta