Apoie JÁ: por que e até quando?

Caro leitor,
Você deve ter acompanhado a saga da nossa tentativa de viabilizar uma edição impressa sobre o Cais Mauá. Não está fácil. Mas seguimos, pois acreditamos em um modelo de jornalismo financiado pelo público e comprometido, tão somente, com ele.

O desafio de oferecer um conteúdo que tem como base um trabalho de investigação da jornalista Naira Hofmeister iniciado em 2015 com o apoio dos nossos leitores e que precisa ser atualizado exige novos investimentos em termos de trabalho e financeiros.
Registre-se que o investimento do leitor ao adquirir um exemplar não é, unicamente, a compra de um apanhado de informações verificadas e analisadas por um time de jornalistas, que lhe conferirá certo poder de argumentação e discernimento ante os fatos postos para o debate público. É muito mais.
Explico: ao comprar um exemplar o leitor contribui para a democratização de uma história que vem sendo contada aos pedaços, sem contexto e carente de aprofundamento. Viabilizar esta edição é participar da qualificação do debate público para os que podem investir no nosso trabalho e, principalmente, para os que não podem.
Há um temerário processo de desinformação sobre essa história que se arrasta há 41 anos.
Nas 16 páginas da nossa edição impressa é possível, sem defender esta ou aquela agenda, entender os motivos e os atores que foram cruciais para o desenvolvimento e para os entraves do projeto.
E nosso trabalho não acaba nessa edição. Por isso precisamos do engajamento dos nossos leitores.
Comprem o jornal.
Apoiar o JÁ é contribuir com o debate público, pois quem lê, confia!
Tiago Lobo
Editor

Deixe uma resposta