E a imprensa não viu nada!

P.C.de Lester
A parte mais importante da delação de Emílio Odebrecht é omitida nos grandes jornais e respectivos portais.
É o trecho em que ele pergunta: “Mas por que só agora e por que essa hipocrisia? Era assim há  30 anos e todo o mundo sabia, inclusive a imprensa”.
Ele não diz mas fica subentendido: a imprensa que também levou o “seu” para não enxergar o que estava acontecendo.
É possível que uma corrupção assim generalizada e escancarada ocorresse por tanto tempo sem chegar às redações dos grandes jornais?
Assim como as propinas aos políticos eram dadas na forma de contribuição a campanhas, o cala-boca da mídia saía em forma de anúncios, de patrocínios, de campanhas. Quem vai delatar essa parte?
Paulo Francis no estúdio de TVPaulo Francis denunciou a corrupção na Petrobras nos anos 80. Ficou sozinho, quando a máquina jurídica da estatal foi para cima dele com processo nos Estados Unidos. Os campeões da liberdade de imprensa ficaram calados. A Petrobras patrocinava tudo, da Fórmula 1 pra baixo.
Condenado a pagar uma indenização milionária à estatal, Francis foi levado à morte pelas agruras que enfrentou.
Os fatos hoje lhe dão inteira razão. E aqueles que acobertaram o que ele queria revelar, hoje exaltam os “furos” extraídos de delações.
As delações que, como diz Emílio Odebrecht, revelam aquilo “que todo mundo sabia”.
Menos a imprensa que, por conveniência, só está sabendo agora.
 
 
 
 

Deixe uma resposta