Um simpósio entre gritos e sussurros.

Um debate gerado por um segmento da Brigada Militar criou um problema para o recém-empossado titular da pasta da Segurança Pública do RS.
O 1º Simpósio de Segurança Pública promovido pelo CPC (Comando de Policiamento da Capital) da Brigada Militar, que tem como comandante o coronel Jarbas Rogério Carvalho Vannin, teve como um dos temas a lavratura de auto de prisão em flagrante para crimes comuns pelas policias militares, atribuição que é definida pela Constituição Federal às polícias civis. A iniciativa de Vannin teve a imediata reação da Asdep (Associação dos Delegados de Polícia do RS) através do seu presidente, Wilson Müller, que entendeu como inoportuna a idéia devido a discussões maiores que devem ser desenvolvidas pelos órgãos da segurança pública, além de atentar contra a carta magna. Em síntese, o CPC criou, gratuitamente, uma crise entre as duas corporações exatamente quando o titular da SSP-RS (Secretaria da Segurança Pública do RS), Edson Oliveira Goularte, inicia a montagem de sua filosofia de trabalho. Dentro deste quadro, o comandante-geral da Brigada, coronel Paulo Roberto Mendes, afirmou que iniciativa que feriu a Polícia Civil parte apenas de segmentos da Brigada Militar, ou seja, não tem cunho oficial. Esse, enfim, é um dos muitos imbróglios que o secretário Goularte terá de enfrentar e resolver.
Drogas
Agentes do Denarc, munidos de mandado de busca e apreensão expedidopela Justiça, ingressaram prenderam um homem identificado como Luís Fernando da Silva Nicolao, 33 anos, acusado de tráfico de drogas e que apresenta antecedentes por roubo. Luís Fernando foi cap-turado na rua Coronel Timóteo, 251, ap. 302, onde foram apreendidos 132 g de crack, uma balança digital, uma moto e dois celulares. O Denarc também prendeu três homens, na Vila Teletubies, no bairro Belém Novo, em Porto Alegre. Eles presos foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e porte ilegal de arma. A ação ocorreu próximo à Escola Municipal Chapéu do Sol. Foram apreendidas 106 pedras de crack, 25 buchas e dois torrões de maconha, pesando, aproximadamente, 130g, um revólver calibre 38 com numeração raspada e 12 cartuchos calibre 38.
O grupo iniciava a venda das drogas após as 16h e contava com a participação de um motoqueiro que realizava a entrega em outros bairros na Zona Sul, além de vender para os alunos do Colégio Municipal Chapéu do Sol.
Estatísticas
A policia gaúcha recuperou 58% dos veículos roubados e furtados nos primeiros seis meses do ano. Dos 18.188 levados pelos ladrões, 10.576 foram localizados. No mesmo período, em 2007, foram mais de 19 mil veículos roubados ou furtados, mas o índice de recuperação era maior, 62%. As estatísticas oficiais mostram que a polícia faz o que é possível, considerando a precariedade de seus meios.
Aprendizes
Para tapar os furos resultantes da falta de efetivo, a Brigada Militar está colocando nas ruas, com arma na cintura, 522 PMs-alunos que recém-completaram três semanas de aulas, com soldos atrasados e sem coletes balísticos. Esses rapazes estão atuando na área do 9º BPM que é uma das unidades da polícia ostensiva que enfrenta maiores riscos.
Honra
Suspeito de matar a líder comunitária Marlene Álvares de Oliveira e o seu companheiro, Osmar de Souza, do bairro Restinga, Cristiano de Oliveira Patzer, o Francês, de 18 anos de idade, foi preso no município de Planalto, a 450k de Porto Alegre. A solução deste crime, ocorrido em janeiro último, era uma questão de honra para a Polícia Civil.
Crime e castigo
Um PM foi preso, na madrugada de ontem, após assaltar uma lanchonete no bairro Ipanema, Zona Sul da capital. Júlio César da Silva, 34 anos, capturado por colegas seus, estava armado com um revolver com a numeração raspada e mais uma arma de brinquedo. O policial está há 17 anos na Brigada Militar e estava lotado no 21º BPM.
Chacina
As três vítimas da chacina, ocorrida na madrugada de ontem, em Alvorada, seriam integrantes do mesmo grupo de Anderson Moreira, executado no ultimo dia 27 na Vila São Pedro, segundo a polícia. William Miranda Viana, Tiago Soares Maciel, ambos com 21 anos, e Sérgio da Silva Júnior, 28 anos, foram assassinados na rua Santa Cruz na Vila Formosa. Testemunhas que socorreram as vitimas disseram que os tiros foram disparados de dentro de um automóvel Santana. Dois dos mortos tinham antecedentes criminais.

Deixe uma resposta