Nair Teresinha e Paulinho Parada apresentam a Live “Cantares”, pelo Facebook

Segundo os organizadores será uma live diferente e com “cara” de show, já que o áudio será tratado em estúdio profissional por técnicos especialistas e com cenário adequado.

O depoimento é de Paulinho Parada:

“Teremos 3 câmeras, terá jeito de gravação de Dvd, é nossa expectativa. É a primeira vez, depois de muitos anos, que Nair Teresinha investe sua performance na Música Popular Brasileira (a cantora é conhecida por interpretar o repertório da música nativista)”.

Paulinho Parada / Foto: Divulgação

Paulinho Parada é professor de violão de Nair, motivo que uniu essa parceria e que garante o embalo da musicalidade dessa performance.

Haverá canções de Vinícius de Moraes, Raul Ellwanger e Mauro Moraes, releituras de sucessos de Adriana Calcanhotto, Marisa Monte, Kleiton & Kledir, além de outros grandes nomes da música brasileira.

Nair Teresinha / Foto: Divulgação

Nair Teresinha é cantora natural de Uruguaiana, radicada em Porto Alegre. Tem três CDs gravados, “Canções do Coração “, De Luz e Sombra ” e “Interiorana”, com participação no Prêmio Açorianos de Música.

Paulinho Parada é natural de Porto Alegre, nascido em 1989. Formado em Música pela UFRGS, com ênfase no bacharelado em composição e doutorando em etnomusicologia, lançou três discos autorais.

A live será transmitida através do Facebook, aberto ao público nas redes sociais de Nair Teresinha e Paulinho Parada. Os espectadores poderão apoiar os artistas comprando suas músicas em formato mp3 .

Para contribuições e compra de mp3 por emails:
https://www.sympla.com.br/live-cantares—nair-teresinha-e-paulinho-parada__927952

Serviço: 

Live “Cantares”: Nair Teresinha e Paulinho Parada

Quando: quinta-feira às 20h30, 6 de agosto de 2020

Duração: 1h30

Onde Facebook (redes sociais de Nair Teresinha e Paulinho Parada, aberto ao público)

Tomam posse os novos 32 conselheiros do Conselho Estadual da Cultura

 

O Conselho Estadual de Cultura do Rio Grande do Sul vai empossar nesta segunda-feira, dia 03/08, seus 32 novos conselheiros, sendo 16 titulares e 16 suplentes. Pela primeira vez, o evento será transmitido ao vivo pelas redes sociais do CEC-RS. O evento terá início a partir das 17h, na página do Facebook do Conselho.

A secretária estadual da Cultura, Beatriz Araujo participa da cerimônia virtual. – Foto Itamar Aguiar/ PP/ Divulgação

Sob a condução da Câmara Diretiva, representada pelo presidente do Conselho, Paulo Leônidas Fernandes de Barros, e com a presença da Secretária de Estado da Cultura (SEDAC), Beatriz Araújo, a posse ocorrerá inteiramente em ambiente virtual. A decisão é necessária devido a pandemia do novo coronavírus.

A escolha dos novos conselheiros foi feita sob polêmica já que várias entidades e pessoas que reivindicaram participação no conselho foram rejeitadas e entraram com recursos na SEC.  Algumas tiveram recursos aceitos, outras não e parte desistiu.

Nesse período de pandemia, em que a cultura foi um dos segmentos da sociedade mais atingido no seu aspecto econômico, a atuação do Conselho Estadual da Cultura é considerada de grande importância pela comunidade artística e cultural gaúcha para o enfrentamento e solução das questões.

 

Seminário une Fotografia e História

Estão abertas as inscrições para o SEMINÁRIO FOTOGRAFIA E HISTÓRIA
no qual serão analisadas fotos, álbuns familiares e relatos pessoais de histórias de vida das/dos participantes.

O ministrante do Seminário, Cláudio Fachel, explica que o objetivo é “construir elementos para uma genealogia fotográfica contextualizada historicamente, percebendo um sentido coletivo nas coleções de fotos compartilhadas.
Assim, queremos possibilitar uma ressignificação das memórias para além da nostalgia, abrindo caminhos para novas afetividades.”

SERVIÇO

Estão abertas as inscrições para o SEMINÁRIO FOTOGRAFIA E HISTÓRIA
no qual serão analisadas fotos, álbuns familiares e relatos pessoais de histórias de vida das/dos participantes.

O ministrante do Seminário, Cláudio Fachel, explica que o objetivo é “construir elementos para uma genealogia fotográfica contextualizada historicamente, percebendo um sentido coletivo nas coleções de fotos compartilhadas.
Assim, queremos possibilitar uma ressignificação das memórias para além da nostalgia, abrindo caminhos para novas afetividades.”

Mais informações e inscrições no https://www.fotorie.com/semfotmem

SERVIÇO

10 de agosto a 03 de setembro (segundas e quintas-feiras)
. 19:20 às 20:30
. plataforma Zoom
. Investimento –  R$ 300,00
Sindicalizados Sindjors – R$ 240,00 (depósito ou boleto)

10 de agosto a 03 de setembro (segundas e quintas-feiras)
. 19:20 às 20:30
. plataforma Zoom
. Investimento –  R$ 300,00
Sindicalizados Sindjors – R$ 240,00 (depósito ou boleto)

Para celebrar o Dia dos Pais, papo de pai e filho com Carpinejar

O autor do best seller “Cuide dos pais antes que seja tarde” é o convidado da live especial de Dia dos Pais da Sanremo. Fabrício Carpinejar foi escolhido para participar dessa conversar por ter na família e no amor algumas de suas principais inspirações. Na terça-feira, 4 de agosto, às 19h, ele vai bater um papo descontraído sobre o tema no perfil @sanremooficial. A live é aberta ao público da rede social que pode participar da conversa com perguntas.

Carpinejar é um dos autores mais lidos da atualidade no Brasil. Publicou 44 livros de poesia, crônicas, infanto-juvenis e de reportagem e já recebeu mais de 20 prêmios literários. Participa como cronista em vários jornais e em programas de TV. Ganhou fama de consultor sentimental e responde às dúvidas de leitores em seus textos.

Para a Sanremo, tê-lo como convidado do Projeto Lives é uma forma de oferecer um conteúdo diferenciado para os mais de 120 mil seguidores que interagem diariamente com a marca na rede social e buscam por informações de utilidades domésticas, incluindo dicas para casa, jeitos de usar, receitas.

Filho do poeta Carlos Nejar e da escritora Maria Carpi, em 2018, Carpinejar atuou como diretor, dramaturgo e ator na peça “De pai para filho”, com Carlos Nejar. Pai de Mariana e Vicente, Ele também fala de sua infância e da relação com os pais e os filhos na coleção “Vida em Pedaços”, da Edelbra Editora.

Seu novo livro “Colo, por favor” consolida seu papel como escritor e porta-voz das relações interpessoais e dos sentimentos que afloram na quarentena. Ele ainda compartilha no Instagram seus escritos em guardanapos em que sintetiza sentimentos e emoções em poucas palavras.

Torcedor do Internacional, de Porto Alegre, com o filho, ele divide os papos de futebol e com a filha, estudante de Letras, compartilha o amor pela literatura e o cuidado com a escrita. “Ela corrige até minhas vírgulas”, confessa.

Líder nacional em utilidades domésticas em plástico, a Sanremo tem sede em Esteio (RS), e mais de 50 anos de existência. Desde junho, vem promovendo lives semanais com convidados sobre diversos temas em seu perfil do Instagram (@sanremooficial).

Live Sanremo com Fabrício Carpinejar
Tema: Dia dos Pais

Instagram @sanremooficial

Data: 4 de agosto, terça-feira

Horário: 19h

 

Divulgadas pela SMC as inscrições homologadas nos editais de auxílio à Cultura

A Secretaria Municipal da Cultura (SMC) divulgou, em edição extra do Diário Oficial (Dopa) desta quinta-feira, 30/06, as inscrições homologadas nos editais emergenciais de auxílio à Cultura, lançados em 14 de julho.

Foram realizadas 721 inscrições, sendo  532 para o edital destinado a pessoas físicas, que teve 441 inscrições homologadas e 91 indeferidas.

Já o edital de pessoas jurídicas recebeu 189 inscrições, das quais 150 foram homologadas e 39, indeferidas. O prazo para recursos começa nesta sexta-feira, 31, e se encerra no dia 4 de agosto. O resultado será publicado em 5 de agosto.

O secretário municipal da Cultura, Luciano Alabarse, destaca o número de inscritos. “A grande procura reflete a crise que a cadeia econômica da cultura enfrenta neste momento de pandemia. Os editais trarão um respiro para profissionais e empresas do setor”, diz.

As coordenadoras de Artes Plásticas, Adriana Boff, e de Cinema e Audiovisual, Daniela Mazzilli, também ressaltam a alta adesão registrada. “A procura pelos editais demonstra que o setor cultural precisa de apoio, uma vez que não há previsão de se regressar às atividades culturais presenciais”, afirma Daniela. “Esses artistas e profissionais serão premiados e irão gerar conteúdos formativos, documentais e obras, que poderão ser usufruídos por todos”, diz Adriana.

Os editais emergenciais de auxílio à cultura têm como objetivo premiar propostas de pessoas físicas e jurídicas, com ou sem fins lucrativos, como de artistas, técnicos, produtores, grupos artísticos e espaços da cadeia produtiva cultural estabelecidos em Porto Alegre.

Serão contempladas linguagens culturais como cinema e audiovisual, teatro, artes plásticas, dança, música, literatura, circo e artes populares. O investimento total é de R$ 575 mil.

O edital destinado a pessoas físicas (PF) irá contemplar 252 profissionais, com R$ 1,5 mil a cada premiado, totalizando a destinação de R$ 378 mil. Já o edital para pessoas jurídicas (PJ) beneficiará 58 propostas, sendo até 48 premiações para artistas e grupos artísticos, no valor de R$ 3 mil a cada um, e dez para espaços culturais, no valor de R$ 5,3 mil para cada, somando investimento total de R$ 197 mil.

Confira aqui a lista de inscrições homologadas e não-homologadas:
https://drive.google.com/drive/folders/1zgsTJnpACuw8HUvpvMLlUYmonqBb2H6T?usp=sharing

“Outros múltiplos olhares” volta com a visão de 36 fotógrafos, em exposição virtual

Em edição especialmente concebida para as redes sociais, o projeto Múltiplos Olhares se consolida fiel ao objetivo de estabelecer o diálogo entre visões distintas na área da fotografia, e se apresenta como Outros Múltiplos Olhares, sua primeira edição virtual.

Para esta mostra foram selecionadas as visões destes tempos de Pandemia, formas distintas de expressão de 36 fotógrafos especialmente convidados. Porém, diante da amplitude deste tema na contemporaneidade, esta mostra se desenvolve sem jamais se pretender absoluta [tampouco definitiva] ao que se propõe.

Foto: Leandro Facchini / Divulgação

Nesta 3ª edição, a primeira ocorreu em 2017, a segunda em 2020, esta mostra se apresenta como Outros Múltiplos Olhares, por seu inédito caráter virtual, assim proposto em decorrência da pandemia de COVID 19.

Para esta exposição, que será disponibilizada no evento homônimo no facebook, foram selecionadas obras dos seguintes fotógrafos: Flávio Wild; Leandro Facchini; Guto Monteiro; Gutemberg Ostemberg; Andréa de Barros; Aníbal Elias Carneiro; Betho Giordani; Marcelo Leal; Alexandre EckertLeonardo KerkhovenVictor GhiorziRicardo WillrichDouglas Fischer; Marcelo Filimberti; Eduardo Grazia; Laércio de Menezes;  Ivana Werner; Paulo Mello; Sílvia Dornelles; Andréa SeligmanClara Koury; Tiago Jaques; Flávia Ferme; Fabrício Simões; Genaro Joner; Helena StainerAna Fernanda TarragoIara Tonidandel; Rafael Karam; Rogério Soares; Bia Donelli; Rogerio Franco; Fábio Petry; Pedro Antônio Heinrich; Zulaine Santos; Carlos Haron

Foto: Gustavo Monteiro/Divulgação
Foto: Ana Fernanda Tarrago/ Divulgação

Segundo o curador Fábio André Rheinheimer  “sob orientação de um mesmo conceito: o exercício da fotografia enquanto instrumento a serviço de [possíveis] narrativas, as fotografias selecionadas para esta mostra formam um conjunto multifacetado, a revelar pontualmente o universo particular de cada um dos 36 fotógrafos convidados; as quais, segundo novas vinculações neste contexto, propõem outras apropriações simbólicas, portanto viabilizam novas releituras de domínio exclusivo do espectador “.

Foto: Clara Koury/ Divulgação
Leonardo Kerkhoven/ Divulgação
Foto: Marcelo Filimberti/ Divulgação

Serviço:

Outros Múltiplos Olhares 

Concepção e curadoria: Fábio André Rheinheimer – [email protected]

Lançamento, em evento homônimo, no facebook: 18 de julho, às 11h;
Permanência do evento: 18 de julho a 01 de agosto às 11h.

Gravura aquarelada doada por Roseli Jahn possibilita compra de 60 cestas básicas

A gravura aquarelada Luz das Bromélias foi doada pela artista visual Roseli Jahn para sorteio em benefício da comunidade carente do bairro Bom Jesus, na zona leste de Porto Alegre.

Sob a coordenação da líder comunitária Marcia Curcio, foram arrecadados R$ 3.000,00, o que possibilitou a compra de 60 cestas básicas entregues a famílias do local.

Artista visual Roseli Jahn. Foto: Divulgação

“É uma alegria poder ajudar pessoas que necessitam neste momento de pandemia”, diz Roseli, professora aposentada do Instituto de Artes da UFRGS e detentora de mestrado na França. A gravura, de 40 cm por 35, em papel algodão, e foi ganha por uma enfermeira com o número 84.

Prefeitura lança dois editais emergenciais para o setor cultural

Com o objetivo de premiar propostas de pessoas físicas e jurídicas, com ou sem fins lucrativos, como de artistas, técnicos, produtores, grupos artísticos e espaços da cadeia produtiva cultural estabelecidos em Porto Alegre, foram lançados, nesta terça-feira, 14, dois editais emergenciais de auxílio à cultura.

O anúncio foi feito pelo prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior, em transmissão pelas redes sociais. Serão contempladas linguagens culturais como cinema e audiovisual, teatro, artes plásticas, dança, música, literatura, circo e artes populares. O investimento total é de R$ 575 mil.

O edital destinado a pessoas físicas (PF) irá contemplar 252 profissionais, com R$1,5 mil a cada premiado, totalizando a destinação de R$ 378 mil. Já o edital para pessoas jurídicas (PJ) vai beneficiar 58 propostas, sendo até 48 premiações para artistas e grupos artísticos, no valor de R$ 3 mil a cada um, e dez premiações para espaços culturais, no valor de R$ 5,3 mil cada, somando  investimento total de R$ 197 mil.

“Os editais são passos importantes neste novo cenário desafiador. Estamos buscando e descobrindo alternativas para ajudar os profissionais do setor artístico que estão em dificuldade a superar este momento”, disse Nelson Marchezan Júnior.

Pandemia – O secretário municipal da Cultura, Luciano Alabarse, explica que os editais surgem como mecanismos de auxílio ao setor criativo e cultural, que desde março teve suas atividades interrompidas devido à pandemia do novo coronavírus. “Este é o momento mais crítico da cadeia econômica da cultura na história recente. Os editais irão ajudar os profissionais e as empresas do setor, que passam por extrema dificuldade”, diz.

Edital Pessoa Física – O chamamento é exclusivo a pessoas físicas, que sejam artistas ou profissionais da cultura. Elas não devem possuir vínculos empregatícios, não devem ser funcionários públicos, aposentados ou pensionistas. Os proponentes deverão comprovar renda bruta mensal nos últimos seis meses de até três salários mínimos, residência em Porto Alegre e atuação profissional no setor cultural nos últimos dois anos.

Os proponentes que se inscreverem para esta premiação deverão apresentar, em caráter de contrapartida, uma atividade cultural, virtual ou presencial, nas seguintes áreas: teatro, dança, circo, artes plásticas, cinema e audiovisual, música, literatura e artes populares.

Serão premiadas 32 propostas de circo, 32 de teatro, 32 de dança, 32 de música, 32 de cinema e audiovisual, 32  de artes plásticas, 32 de literatura e 28 de artes populares. O total é de R$ 378.00,00

Para as contrapartidas virtuais, serão aceitos videoaulas, depoimentos de trajetória de vida e apresentações artísticas individuais, como lives de shows, leituras dramáticas, performances, esquetes e números artísticos, entre outras opções. Já como contrapartidas presenciais estão previstas apresentações em locais como os próprios espaços municipais da SMC, palco do POA Drive-in Show, Linha Turismo e em projetos sociais da prefeitura.

Edital PJ –  Nesta categoria, podem participar proponentes com registro no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), com ou sem fim lucrativos e que exerçam atividades na área cultural há pelo menos dois anos, com classificação nacional de atividades econômicas (CNAE) de finalidade artístico-cultural. Os concorrentes devem comprovar sede em Porto Alegre e faturamento de até R$ 200 mil mensais.

Podem ser apresentadas propostas nas linguagens de teatro, dança, circo, música, artes plásticas, cinema e audiovisual e artes populares. Os conteúdos premiados serão disponibilizados pela SMC em um amplo programa cultural virtual ou em suas modalidades presenciais, que preveem apresentações em locais como os próprios espaços municipais da SMC, palco do POA Drive-in Show, Linha Turismo e em projetos sociais da prefeitura.

Para as contrapartidas virtuais, serão aceitos ações educativas, cursos e oficinas, obras de curta-metragem, depoimentos de trajetória de vida profissional e apresentações artísticas individuais, como lives de shows, leituras dramáticas, performances, esquetes e números artísticos.

Cronograma

– Inscrições: de 16 a 26 de julho de 2020.

– Divulgação das inscrições homologadas: 30 de julho, no Diário Oficial de Porto Alegre (Dopa) e no site http://prefeitura.poa.br/smc.

– Prazo para recursos: 31 de julho a 4 de agosto.

– Divulgação dos deferimentos de recursos: 5 de agosto, no Diário Oficial de Porto Alegre (Dopa).

– Período de seleção de projetos: 6 a 12 de agosto.

– Divulgação dos projetos premiados e suplentes: 13 de agosto, no Diário Oficial de Porto Alegre (Dopa) e no site http://prefeitura.poa.br/smc.

– Entrega da documentação complementar para recebimento do prêmio: 14 a 24 de agosto.

EDITAIS NA ÍNTEGRA E IMAGENS
http://drive.google.com/drive/folders/1Nxi22TA3vtTzSS9FexmbsyXs1GOWK4jc?usp=sharing

Bublitz propõe experiência imersiva, em exposição virtual, com obras de Marcelo Hübner

No ano em que comemora 32 anos de existência, um dos lugares mais conhecidos da arte contemporânea gaúcha e brasileira ganha sua versão virtual. É a Bublitz Galeria Virtual de Arte, um ambiente interativo e pioneiro, que será inaugurado no dia 18 de julho com a exposição do artista gaúcho Marcelo Hübner.

As obras poderão ser conferidas e adquiridas a partir do link: virtual.galeriabublitz.com.br. A exposição fica em cartaz até o dia 18 de agosto.

O marchand Nicholas Bublitz destaca a novidade como mais do que uma alternativa de continuar expondo nesse período: “Ao lançar a Bublitz Galeria Virtual de Arte – a primeira galeria virtual com realidade aumentada em 3D do Rio Grande do Sul, e talvez até do Brasil – queremos proporcionar uma experiência imersiva, em que o visitante poderá passear pela galeria, selecionar as obras de interesse, conferir detalhes e ter uma visão panorâmica da exposição. É uma novidade possível graças à tecnologia e para que as pessoas possam observar as obras em casa e em segurança”, ressalta. É ainda uma alternativa para a divulgação da arte e dos artistas.

A estreia é com um nome que faz parte da história da galeria. Natural de Porto Alegre, Marcelo Hübner já fez 15 exposições na Bublitz, sendo 11 individuais, em seus quase 40 anos de trajetória artística. Seus quadros já foram exibidos em espaços culturais de diversas partes do Brasil e do exterior. Dono de um trabalho figurativo e contemporâneo, que mescla técnicas da escola impressionista e da arte abstrata, o artista traz 23 obras para sua primeira exposição virtual. Com tamanhos e formatos variados, Marcelo traz seus temas mais recorrentes: “Floristas”, “Urbanos” e “Banhistas”. Na fase atual, ele pinta suas cidades com um colorido quase floral, enquanto suas flores parecem ter os tons que lembram o concreto.

Floristas 1. Marcelo Hübner/ Divulgação

Além da exposição de Marcelo Hübner, a Bublitz Galeria Virtual de Arte já tem programadas mostras com os artistas Kenji Fukuda, Inos Corradin, Armando Gonzalez, Jane de Bhoni e Paulo D’Avila.

Casario 1. Marcelo Hübner/ Divulgação

Quando houver liberação do governo municipal para visitação de galerias também será possível conhecer as obras presencialmente.

A Bublitz Galeria de Arte está localizada na Av. Neusa Goulart Brizola, 143, no Bairro Rio Branco, em Porto Alegre.

Porto Alegre em Cena, em formato inédito, já tem data

A prefeitura realizará a 27ª edição do Festival Internacional de Artes Cênicas de Porto Alegre em um formato inédito, em razão da pandemia de coronavírus.

Os primeiros eventos do Poa Em Cena, que serão exclusivamente on-line, terão início a partir do mês de setembro e avançarão até o começo efetivo do festival, de 21 a 30 de outubro.

As atividades antecipadas contemplam videoconferências virtuais de discussão sobre diversos assuntos como sustentabilidade no setor da cultura, as relações dos povos afrodescendentes e indígenas com as outras espécies da natureza e suas comunidades, além de temas como os desafios da criação e exibição artística em tempos de pandemia e pós-pandemia.

A 27ª edição do evento contará também com o Canal Em Cena, um canal de televisão que estará ativo durante os dias do festival com uma programação voltada à cultura.

Neste ano, a programação de espetáculos será basicamente com artistas de Porto Alegre, divulgando as apresentações em plataformas que todos poderão assistir. O Em Cena ganhará também as ruas da Capital, em atividades ao ar livre, respeitando todos os protocolos de segurança e saúde sugeridos pelos órgãos municipais e estaduais. “Ainda que tenhamos limitações, vamos fazer das possibilidades digitais uma forma de ampliar tanto o público quanto os debatedores, que por questões de tempo, logística e custos, talvez não conseguiríamos ter na programação”, destaca Fernando Zugno, diretor-geral do Em Cena. A programação será lançada em breve.

Entre os participantes desta largada digital estão a escritora Eliane Brum, o ator Gregório Duvivier, a artista portuguesa Grada Kilomba e o diretor e dramaturgo britânico Tim Etchells. O tema desta edição será o corpo do futuro: humanidade e natureza, em um cenário de pós-pandemia, pós-gêneros, de transhumanos (um conceito além dos cyborgs) e em um novo cenário climático. A visão indígena do mundo futuro, da humanidade e do clima, amplamente abordada na edição passada, também dará a tônica da realização nesse ano e será um dos destaques na programação.

“Uma das atividades confirmadas é de Altamira 2042, que mostra o testemunho de rios brasileiros e das pessoas que vivem em suas margens – e à margem de processos históricos, políticos e econômicos. Altamira 2042 é uma instalação sonora composta por caixas de som que amplificam testemunhos diversos sobre a catástrofe causada pela hidrelétrica de Belo Monte”, antecipa Zugno.

Push Festival – O Em Cena, que firmou uma parceria com o Push Festival, de Vancouver, no Canadá, contará com a presença virtual do organizador, Franco Boni, e da artista indígena canadense Cease Wyss unindo a visão dos povos originários do pacífico norte ao olhar dos trópicos para as relações humanas com a natureza e consequências como o aquecimento global. A ideia, explica Zugno, é um caminho natural no avanço de alguns temas que vêm sendo construídos ao longo das quatro últimas edições. “Em 2017 trabalhamos, por meio da mulher, a gestação, o nascimento e a geração. Em 2018, foram as questões diaspóricas africanas e europeias e a formação dessa Terra Brasilis junto com os povos originários deste território. Em 2019, foco no corpo e na humanidade. Em 2020, a ideia é abordarmos esses corpos no futuro e as muitas transformações que a humanidade vai vivenciar”, pontua o diretor do Em Cena.

Libras – Entre as propostas que também marcarão a 27ª edição do festival estará a inclusão de libras em quase todas as apresentações e debates. A ideia é interagir mais com o público que não ouve, mas que se comunica e tem sede de informação. “Estamos nos estruturando desde já para fazermos essa inclusão da forma mais abrangente possível, não apenas no festival, mas desde antes, na comunicação sobre o Em Cena também. Queremos que o público que tem deficiência auditiva faça parte desta edição desde as primeiras ações”, explica Zugno.

Projeto Em Quadros – Como aquecimento para a 27ª edição do Poa Em Cena, a Coordenação de Artes Cênicas  da Secretaria Municipal da Cultura (SMC) irá selecionar propostas de performances artísticas, que serão projetadas de janelas de residências, para participarem do projeto Em Quadros.

( TextoPaulo Beccon/ Assessoria)