Plano Aquarela projeta o Brasil lá fora

Wilson Muller*

Pela primeira vez na história do trade nacional o país conta com um programa científico de divulgação do Brasil turístico no exterior. Trata-se do Plano Aquarela desenvolvido pelo Ministério do Turismo e posto em prática pela Embratur, em janeiro de 2005. O diferencial do país é reforçado por um símbolo formado por figuras geométricas em verde, amarelo, azul e vermelho em composição com as palavras Brasil e Sensacional, criação que sugere valores como alegria, sinuosidade, luminosidade e modernidade. A marca Brasil foi idealizada a partir de minuciosa pesquisa que se prolongou por vários meses, período em foi colhida a opinião de mais de 6 mil pessoas sobre o Brasil, em 18 dos principais mercados do mundo, entre profissionais do setor e os próprios turistas. Os resultados positivos que o país vem apresentando no setor evidenciam o acerto da iniciativa.

Para você ter uma idéia, só nos três primeiros meses de 2006, os turistas estrangeiros gastaram no Brasil 1,559 bilhão de dólares, ou 20% a mais que em igual período de 2005. Mais: ainda em 2006 o Brasil avançou oito pontos na posição relativa a destinos turísticos do mundo, subindo do 19o lugar, registrado em 2003, para o 11o este ano. Além disso, foi o melhor colocado entre os países da América do sul , no item destino turístico, ficando atrás apenas dos Estados Unidos.

Números como esses sugerem que não é excesso de otimismo afirmar que nosso país está caminhando para ocupar vigorosa posição de prestígio e relevância no turismo mundial. Para isso contribui uma nova mentalidade sobre a importância do turismo no Brasil de hoje, assunto levado a sério também pela iniciativa privada, estados e municípios, profissionais da mídia e a própria população. Cada qual fazendo a parte que lhe cabe no projeto, porque reconhecem que a indústria do turismo é essencial para fortalecer a economia, gerar empregos e produzir idéias ricas e produtivas.

*Presidente da Câmara de Turismo do RS

Deixe uma resposta