Especial “A Traça Biblió e o Poeta” terá apresentações em comunidades da periferia

Foto: Kevin_Nicolai/ Divulgação

 O especial  A Traça Biblió e o Poeta –Brincando com os versos de Quintana, com a atriz Dinorah Araújo, integra a programação Traça Biblió Revisitada 30 anos de incentivo à leitura e amor aos livros,   homenageia as crianças e marca as comemorações  dos 30 anos de trajetória no teatro, da consagrada personagem Traça Biblió, protagonista do livro Uma Graça de Traça, de Carlos Urbim.

Como contrapartida à Lei Aldir Blanc (Inciso II – manutenção de espaços culturais), a exibição do especial será realizada em três instituições nas quais as crianças se encontram em situação de vulnerabilidade social.

 Agenda – Outubro de 2021 – Porto Alegre

 Dia 27 – 15h – EEIEF – Escola Indígena de Educação Infantil e Ensino Fundamental Anhetengua

Beco do Mendonca, 357 –Lomba do Pinheiro – Porto Alegre – Aldeia Anhetengua

Dia 28 – 9h e 10h – Escola Estadual de Ensino Fundamental Maria José Mabilde

Av. Pres. Vargas, 129 – Ilha da Pintada – Porto Alegre

Dia 29 – 15h – Quilombo dos Machado
Bairro Sarandi – Porto Alegre (proximidades da Av. Sertório e Av. dos Gaúchos)

O especial A Traça Biblió e o Poeta –Brincando com os versos de Quintana foi gravado na Casa de Cultura Mario Quintana em setembro de 2021, com direção e captação de imagens (Kevin Nicolai), música (José Eduardo Prates-EProdutora), direção de fotografia (Nicollas Colar Medeiros),  produção e assistente de direção (Elisa Gottfriend), produtora (Estúdio Ninho), figurino e maquiagem (Nilton Silveira). A edição do especial é assinada por Daniela Bonamigo com a coordenação de Hilda Haubert.

O especial é uma realização de Dinorah Araújo Produções Culturais/Companhia Te-Atuar, em parceria com a Casa de Cultura Mario Quintana e a TVE RS, com apoio da FM Cultura.

 

“O pato ganhou sapato,

Foi logo tirar retrato.

O macaco retratista

Era mesmo um grande artista.”

Mario Quintana

Traça Biblió – Histórico

Biblió é uma traça singular que ama os livros e, ao invés de roê-los,  se tornou guardiã da biblioteca infantil de uma  velha escola.

Em cartaz há 30 anos, desde que saltou das páginas do livro “Uma Graça de Traça” dia 13 de outubro de 1990, a personagem incentiva a leitura e a preservação dos livros, de forma alegre e divertida.

Segundo o próprio Carlos Urbim escreveu: “Houve um dia em que a traça saltou do livro e ganhou vida própria. Pela sensibilidade da atriz Dinorah Araújo, tornou-se estrelinha do teatro gaúcho.”

Desde a montagem do livro Uma Graça de Traça na década de 1990,  somando todos os projetos nos quais Dinorah Araújo vem atuando com a personagem:  peça infantil Uma Graça de Traça, Série A Traça Biblió e o Poeta (Brincando com os versos de Quintana -visita guiada na Casa de Cultura Mario Quintana- e o espetáculo infantil Brincando com os versos de Carlos Urbim), e contação de histórias de autores como Simões Lopes Neto (Negrinho do Pastoreio e A MBoitatá), a Traça Biblió contabiliza atualmente 887 apresentações para 107.167 espectadores.

 “Biblió, Teca!

Venham almoçar

Há guisadinho

De papel

Para traçar!”

Carlos Urbim

Apresentação teatral

Mais do que uma visita guiada,  o projeto A Traça Biblió e o Poeta –Brincando com os versos de Quintana é uma apresentação teatral com atuação  de Dinorah Araújo, que de forma lúdica, com a  personagem Traça Biblió percorre os mais variados espaços das duas alas da Casa de Cultura, entre eles o quarto do poeta, a Biblioteca Infantojuvenil Lucília Minssen, o Jardim Lutzenberger, o acervo do poeta e o Quintana`s Bar.  O roteiro é assinado pelo escritor e jornalista Carlos Urbim e pela atriz, jornalista e produtora cultural Dinorah Araújo.

Foi idealizado por Dinorah Araújo, no verão de 2006, após nove meses de estudos da obra de Quintana e ensaios,   com montagem da Companhia te-Atuar estreou no dia 5 de outubro do mesmo ano, com a parceria da Casa de Cultura Mario Quintana, ocasião que   integrou a programação intitulada: Aprendiz de Feiticeiro – 100 Anos de Mario Quintana. De lá para cá, além das apresentações sistemáticas para as escolas , o projeto integrou as  programações especiais em homenagem ao aniversário de nascimento do poeta e da Casa de Cultura. Embora concebido para receber alunos de Escolas do Ensino Fundamental,  o projeto  também recebe  crianças e adolescentes  participantes  de ONGS e outros projetos sociais. Público de todas as idades, incluindo estudantes de escolas de Ensino Médio como os Institutos Federais e do programa Pró-Jovem já participaram.  Por motivos de estudo,  alunos e professores de Arquitetura da UNIOESTE de Santa Catarina e do Curso de Museologia da UFRGS conheceram a Casa de Cultura guiados pela Traça Biblió.

Estudantes de escolas públicas, privadas e participantes de projetos sociais, ONGs,  oriundos dos quatro cantos do Rio Grande do Sul,  conheceram a Casa de Cultura Mario Quintana por meio do projeto, que contabiliza 138 apresentações para 5.320 espectadores.

O conteúdo da visita

Com início no Espaço Elis Regina, na Travessa dos Cataventos, o trabalho aborda o universo infantil da obra do poeta, sem deixar de incluir aspectos alusivos à infância contidos nos livros para adultos, além de referências que traduzem o amor de Quintana pela cidade de Porto Alegre, uma das grandes fontes inspiradoras da sua produção literária.

Enquanto vai mostrando detalhes da Casa de Cultura e contando sobre a vida e a obra do poeta às crianças, Biblió vai dizendo poemas e textos de Quintana. A obra e a vida do poeta alegretense são mescladas com a história do Hotel Majestic, fundado em 1923,  e que se tornou a atual Casa de Cultura,  em 1990, um dos centros culturais mais completos da América do sul.

Os poemas e textos escolhidos para compor o roteiro  pela atriz, jornalista e produtora cultural Dinorah Araújo e pelo escritor e jornalista Carlos Urbim (1948-2015), integram as seguintes obras: Pé de Pilão, Lili Inventa o Mundo, Baú de Espantos, Sapo Amarelo,  A Rua dos Cataventos, Canções, Sapato Florido, Espelho Mágico, Caderno H, Apontamentos de Histórias Sobrenatural, Esconderijos do Tempo, A Vaca e o Hipogrifo, O Batalhão das Letras e Sapato Furado.

“Nós da FADEM gostaríamos de agradecer e parabenizar pela recepção na nossa visita, adoramos o contato com a Biblió, principalmente os alunos que comentaram muito sobre a personagem. Todos os recantos da Casa de Cultura Mario Quintana irão ficar na nossa memória, como forma de cultuarmos e valorizarmos a nossa cultura, através das lindas palavras, versos e poemas escritos por Mario Quintana.”

Juçara Rech Ortiz – Educadora Física – Coordenadora SCFV FADEM – Fundação de Atendimento a Deficientes Múltiplos

“O projeto é uma homenagem à memória e  ao universo poético do Mario Quintana,  com o qual as crianças se identificam  muito. A obra do poeta é contextualizada à Casa de Cultura e também com a cidade de Porto Alegre, a exemplo dos poemas Arquitetura Funcional e O Mapa, além de ser associada com a realidade dos  estudantes que assistem,  e desde a estreia  apresentam gratas surpresas, as quais me ensinam e emocionam,  no sentido da compreensão e identificação, que as crianças têm dos poemas e textos do Quintana”, afirma a atriz. Dinorah Araújo.

Na opinião da pedagoga Luana Castro do Couto, a apresentação da visita guiada à Casa de Cultura Mario Quintana com a Traça Biblió tem muito a oferecer às crianças, instigando a imaginação, a curiosidade e a construção de novos conhecimentos. “O  projeto valoriza a leitura e a imaginação, abrindo as portas de um espaço educativo da nossa cultura para a interpretação da obra de Quintana e de outros autores. Esse encontro enriquece a formação de novos leitores e, talvez o mais importante, despertando a imaginação latente, fonte para a descoberta e para a construção do mundo. Após a apresentação da visita guiada, o mundo da criança abre-se para um novo lugar, para o mundo da poesia, da leitura, da imaginação, da valorização do patrimônio histórico, enfim, para um universo onde é possível realizar muitas outras descobertas”, avalia a pedagoga.

Serviço

Agenda – Outubro de 2021 – Porto Alegre

 Dia 27 – 15h – EEIEF – Escola Indígena de Educação Infantil e Ensino Fundamental Anhetengua

Beco do Mendonca, 357 –Lomba do Pinheiro – Aldeia Anhetengua

Dia 28 – 9h e 10h – Escola Estadual de Ensino Fundamental Maria José Mabilde

Av. Pres. Vargas, 129 – Ilha da Pintada.

Dia 29 – 15h – Quilombo dos Machado
Bairro Sarandi – (proximidades da Av. Sertório e Av. dos Gaúchos)

Duração: 20 minutos

Maiores informações

https://www.facebook.com/dinoraharaujoproducoes/
https://www.facebook.com/umagracadetraca

Telefones: +55 (51) 99964-5492/3311-6677

E-mail: [email protected] – Skype: mdatuar

Instagram @araujodinorah – @tracabiblio

Twitter @DinorahAraujo – @TracaBiblio

Deixe uma resposta