Mostra “Fora da Cor” reúne obras em preto e branco de 56 artistas do RS e SC

Obra de MARA GALVANI/ Divulgação

Na próxima quinta-feira (8/4), às 19h, acontecerá uma live de abertura com a curadora do projeto Fora da Cor, Ana Zavadil, e o diretor do IEAVi/MACRS, André Venzon, no Facebook da Secretaria de Estado da Cultura: facebook.com/rs.sedac. A mostra apresenta trabalhos em preto e branco e os tons de cinza possíveis entre uma e outra cor, com obras de 56 artistas de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Também deverá ocorrer um tour virtual em data a ser definida. Quando as condições sanitárias permitirem, haverá visitação presencial sob agendamento, seguindo as orientações das autoridades.

Obra de GELSON SOARES/ Divulgação
Obra de ANGELA PLASS / Divulgação

De acordo com Zavadil, os trabalhos, em diferentes linguagens e suportes, revelam a poética de cada artista, enriquecendo a investigação no campo do conhecimento e da experimentação. “O que dá unidade à exposição é justamente a pouca cor e o diálogo entre as obras, esse é forte e chama a atenção para nichos dentro do espaço expositivo” explica a curadora, que também é professora e mestre em História, Teoria e Crítica de Arte pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Obra de GRAÇA CRAIDY/ Divulgação

Gênese da proposta

A gênese da proposta foi um desafio lançado em 2018 durante aulas ministradas por Zavadil a um grupo de estudos em Santa Maria. O grupo, que se reunia a cada 15 dias, trabalhou com o intuito de criar obras usando somente as cores solicitadas. “Para muitos foi desafiador, mas no desenvolvimento os trabalhos abriram-se para muitas possibilidades e começaram a surgir obras interessantes”, conta ela.

 

Obra de HELENA D’AVILA /Divulgação

A primeira exposição Fora da Cor aconteceu no Aberto Caminho de Artes, em Porto Alegre, em dezembro de 2018, com trabalhos de 12 artistas de Santa Maria, Caxias do Sul, Novo Hamburgo e da Capital. Em seguida, em 2019, uma nova proposta deu seguimento aos exercícios sem cor. A exposição Fora da Cor – Exercício 2 ocorreu no Museu de Arte de Santa Maria, com 24 artistas.

Obra de Sonia Loren/ Divulgação

A mostra cresceu em número de artistas, obras e de significados, trazendo à luz muitas produções emblemáticas e instigantes. “Virou um ciclo e passou a interessar muitos artistas”, relembra a curadora. Em 2020, alguns dias antes de começar o isolamento social, foi aberta a exposição Fora da Cor – Exercício 3, no Museu Casa dos Rosa, em Canoas, com 31 artistas. Mas, por causa da pandemia, teve de ficar fechada grande parte do ano.

Obra de RACHEL FONTOURA/ Divulgação

O ciclo de exposições encerra-se com essa nova exposição que acontece no IEAVi/MACRS. As obras abordam questões pessoais ou de pesquisas realizadas, mas também tratam do tempo e da pandemia, com as mudanças significativas no comportamento e por extensão à arte de todos.

Obra de PRISCILA SABKA THOMASSEN/ Divulgação

“O que a curadoria busca é relação direta do espectador com as obras, pois, já dizia Marcel Duchamp, são os espectadores que fazem a obra. É o observador que leva a obra de arte para o exterior do espaço museológico, é ele que a faz existir para o mundo”, declara Ana Zavadil.

Obra de HELOÍSA BIASUZ/Divulgação

SERVIÇO

Título: Fora da Cor – Exercício 4

Curadoria: Ana Zavadil

Artistas:

Alexandra Eckert, Andréa Bracher, Angela Plass, Beatriz Dagnese, Carmela Slavutzky, Clara Koppe, Cristie Boff, Cristina Luviza Battiston, Dani Remião, Dartanhan Baldez Figueiredo, Denise Giacomoni, Denise Wichmann, Edson Possamai, Esther Bianco, Felipe Ferla da Costa, Gelson Soares, Graça Craidy, Helena D’Avila, Heloísa Biasuz, Juliana Feyh, Kika Costa, Leonardo Loureiro, Leonice Araldi, Lisi Wendel, Lorena Steiner, Lucy Copstein, Mara Galvani, Maria Cristina, Maria Paula Giocomini, Maril Rodrigues, Marina Ramos, Maristel Nascimento, Marlon Viana, Mery Bavia, Milene Gensas, Mônica Furtado, Myra Gonçalves, Nadiamara Paim, Natalia Bianchi, Neca Sparta, Odilza Michelon, Priscila Sabka Thomassen, Rachel Fontoura, Ricardo Aguiar, Rosirene Mayer, Sandra Gonçalves, Sandra Kravetz, Sandra Lages, Selir Staliotto, Silvia Rodrigues, Sonia Loren, Sonia Rombaldi, Susan Mendes, Susane Kochhann, Vera Reichert e Wischral.

Obra de RICARDO AGUIAR/ Divulgação

Local: IEAVi/MACRS (Casa de Cultura Mario Quintana, Rua dos Andradas, 736, 3º andar). Na Galeria Augusto Meyer e no Espaço Maurício Rosenblatt

 Live de Abertura: dia 8 de abril de 2021, às 19h, com a curadora do projeto Fora da Cor, Ana Zavadil, e o diretor do IEAVi/MACRS, André Venzon, no

Facebook da Secretaria de Estado da Cultura: facebook.com/rs.sedac

 *Atendimento ao público e visitação das galerias temporariamente suspensos devido às medidas de prevenção à Covid-19, seguindo o modelo de Distanciamento Controlado proposto pelas autoridades locais.

A curadora Ana Zavadil. Foto: Divulgação

Ana Zavadil, Porto Alegre/RS, 1957.

Especialista em Arte Moderna e Contemporânea, Mestre em História, Teoria e Crítica de Arte pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais da Universidade Federal de Santa Maria- RS (2011) possui graduação em Artes Visuais, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, com habilitação em Pintura (2002) e em História Teoria e Crítica de Arte (2004). Foi Curadora-chefe do Museu de Arte Contemporânea do Rio Grande do Sul-MACRS (2015-2018), Curadora-assistente da 10ª Bienal de Artes Visuais do Mercosul (2015), Curadora-chefe do Museu de Arte do Rio Grande do Sul –MARGS (2013-2014), faz parte do Comitê de Acervo e Curadoria do Museu de Arte Contemporânea do Rio Grande do SUL- MAC/RS (2011-2013) Tem experiência na área de curadoria e de produção de exposições de arte, foi professora em diversas universidades do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, na graduação e pós-graduação. Realizou mais de 60 curadorias nos últimos 10 anos, dando destaque para as curadorias de artistas mulheres buscando trazer uma maior visibilidade e revisão do cânone histórico, com ênfase para As Canibais: Artistas e o exercício das imagens, no CCCEV, em Porto Alegre/RS, com publicação de catálogo; Placentária: Curadoria feminista no Museu, MACRS, 2018, com publicação de catálogo; realizou a exposição Útero Museu e Domesticidade: Gerações do Feminino na Arte, MARGS, 2014, com catálogo; Insulares– exposição paralela à 11ª Bienal do Mercosul, no MACRS (2018), com publicação de catálogo; A Bela Morte: Confrontos com a Natureza-Morta no século XXI; O Cânone Pobre: Uma Arqueologia da Precariedade na Arte, MARGS, 2014; Geografias da Criação: arte, moda e design (MARGS), 2013-2014. Realizou a série de Exposições Futurama, em que pesquisa jovens produções, com três edições, a última em 2018 no MACRS. Escreveu o livro ENTRE: Curadoria AZ, mapeamento de 78 jovens artistas do RS (2013) com exposição no MACRS e o texto do livro Há Tempo Atento ao Tempo do artista Leandro Selister.

Redes sociais

|+55 (51) 999145819 | [email protected] | @zavadilana

Deixe uma resposta