“O Brasil é nosso”: o protesto dos indígenas na Esquina Democrática

Três das etnias dos povos originários do RS protestaram na Esquina Democrática em Porto Alegre.

Em todo o Brasil se repetiu o protesto, na quarta-feira, motivado pelo julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF) de um recurso do Estado de Santa Catarina contra povo Xokleng e Funai, que terá implicação  nos processos de demarcação dos territórios indígenas em todo o pais.

O julgamento foi remarcado pelo ministro Luiz Fux para 28 de agosto.

| Foto: Ramiro Furquim/@outroangulofoto

Outro motivo dos protestos é o Marco Temporal, medida do governo de Jair Bolsonaro que pretende restringir as demarcações.

Somente teria direito à terra que estivesse na posse dela no dia 5 de outubro de 1988 – data da promulgação da Constituição Cidadã – ou sob disputa física ou judicial comprovada na mesma data.

Os territórios também podem ser liberados para exploração de setores rurais e de mineração.

Veja as fotos do ato:

| Foto: Ramiro Furquim/@outroangulofoto
| Foto: Ramiro Furquim/@outroangulofoto
| Foto: Ramiro Furquim/@outroangulofoto
| Foto: Ramiro Furquim/@outroangulofoto
| Foto: Ramiro Furquim/@outroangulofoto
| Foto: Ramiro Furquim/@outroangulofoto
| Foto: Ramiro Furquim/@outroangulofoto
| Foto: Ramiro Furquim/@outroangulofoto
| Foto: Ramiro Furquim/@outroangulofoto
| Foto: Ramiro Furquim/@outroangulofoto
| Foto: Ramiro Furquim/@outroangulofoto
| Foto: Ramiro Furquim/@outroangulofoto